O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) já disponibilizou o relatório anual de utilização dos incentivos fiscais à inovação tecnológica para o ano de base 2014. É o nono relatório da Lei do Bem, menos de 6 meses depois da divulgação do relatório ano de base 2013.

Uma analise rápida

Segundo os dados do relatório, pela primeira vez, mais de 1.200 empresas se candidataram para poder beneficiar-se da Lei do Bem, o valor exato é de 1.206, dos quais 17,82% das empresas não foram recomendadas.

A média do retorno para as empresas é o terceiro maior desde o começo da aplicação da Lei do Bem e alcança 20,82%.

Segundo a classificação do MCTIC, o ranking dos 5 setores identificados com mais empresas recomendadas é na ordem:

  • Mecânica e Transporte
  • Software
  • Eletroeletrônica
  • Petroquímica/Química
  • Alimentos

 

Para uma informação mais completa, segue o relatório ano de base 2014 do MCTIC